• O Trabalho

Pioneiro na edificação de São Simão

Ivette Furlan Franco



José Furlan, Franco Jr, Déborah e Patrícia (netos e bisneta)

José Furlan, descendente de Italianos, nascido em Sertãozinho (1890-1972), mas simonense de coração, foi um dos muitos pioneiros que contribuíram para a construção da nossa querida São Simão. Órfão de pai, ainda criança, enfrentou com a mãe muitas dificuldades. Entre os muitos trabalhos em que se empenhou, ressalto alguns: com uma carroça percorria os sítios da região para comprar os queijos produzidos pelos sitiantes, para depois comercializá-los na

cidade. Daí nasceu a ideia de abrir uma venda, que daria origem a Casa Furlan, Armazém de Secos e Molhados, na confluência das ruas Campos Sales e Martinho Prado Júnior, em cuja calçada foi instalada uma bomba de gasolina. A Cia Atlantic de Petróleo acionou seu interesse em parceria e foi construído o primeiro e tradicional posto de gasolina de São Simão em 1937, Posto Furlan, sendo o único durante anos. Hoje é administrado pelos netos José e Marcelo, já na terceira geração. José Furlan tinha um alto conceito junto a Cia e participava dos jantares que eram promovidos por ela, a cada final de ano, em Ribeirão Preto. Não enriqueceu, pois na época não havia muita moeda corrente na cidade. Mas foi vivendo uma vida digna e bastante simples, servindo a freguesia com a ajuda de dois caixeiros e dos filhos mais velhos. Com uma carroça, um deles, Adolfo, levava as “despesas” às casas dos fregueses. No início da década de 50 comprou um segundo posto, de Carlos Monteiro, denominado São José, que foi administrado pelo seu filho Mauro Furlan e posteriormente pelo Mauro José Furlan.


Realmente, esse ilustre cidadão ao qual rendo minhas homenagens, foi um grande empreendedor, com tino para os negócios e que apesar do pouco estudo, conseguiu criar onze dos treze filhos com exemplo de dignidade, simplicidade, atributos que considero de fundamental importância. Não posso deixar de citar que ao lado de um grande homem, sempre existe uma grande mulher, minha inspiração de vida, minha mãe querida, Duzolina Ferrari Furlan (1893-1971), peça fundamental da família. Tudo o que foi importante, deve ficar registrado nos anais da história de nossa cidade. Assim sendo, louvável é a iniciativa do conterrâneo João Luiz Jorge, que ao mesmo tempo em que homenageia o Jornal “O Trabalho”, que comemora seus 116 anos, convoca simonenses a colaborarem, resgatando as lembranças de pessoas que foram decisivas na edificação de São Simão, entre as quais destaco com orgulho a figura de meu pai.

81 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

© 2020 por O Trabalho

site construído por MOHAP Digital, by @rerobazza