• O Trabalho

Lugar ao som

Lucas Limberti (*)



Família de Lucas Limberti

Lugar tranquilo

ouço o canto dos sabiás

nas casas gaiolas vazias

Maritacas nos fios

Cheiro de Liberdade

Memória de criança

sons das chaminés,

sorveteiro alegre

trazendo boa nova


Música de paz

O trem ao longe

corta o vale encantado

Bita das crianças na praça

A vovó cozinhando sinfonias

doce de banana ou cidreira

quiabo ou sopa pro jantar

O trinco do portão de ferro

anuncia a chegada do vovô

Samambaias alvoroçam danças

atraindo perfumes da tarde

Todo mundo reunido

na mesa quadriculada.

Desorganizada banda de afeto,

mãos gesticulando as falas

tilintares dos copos e garfos,

parmesão, cafezinho

e os sinos da igreja.

A italianada feliz

canta simplesmente a vida

com música do interior.



(*) Lucas Luciano Limberti. Poema originalmente publicado na obra “Ritmia: O ritmo da vida”

(Decápole, 2015) em homenagem a cidade de São Simão em especial aos avós do autor: “Vó Dette”, Odette de Lourdes Pasquini Luciano e “Zequinha”, José Luciano Filho.

63 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

© 2020 por O Trabalho

site construído por MOHAP Digital, by @rerobazza